20 de Maio, às 17h00m: Conselho de Pais

CONSELHO DE PAIS
(Ofício nº 003 / 2017)

Exmºs Pais e Encarregados de Educação,

É com grande alegria e entusiasmo que vimos por este meio informar que, à semelhança do ano transacto, a reunião do Conselho de Pais terá lugar no próximo dia 20 de Maio, pelas 17h00, no Salão Nobre da Junta Freguesia Vialonga.

De facto, decorrida grande parte da presente Época Escutista, é tempo de AVALIAÇÃO do caminho percorrido.

Por outro lado, aproximam-se três grandes desafios:

O ARRAIAL DE S. ANTÓNIO
O 56º ANIVERSÁRIO DO ESCUTISMO EM VIALONGA
ATIVIDADE DE VERÃO ACANAC

ATENÇÃO: Esta reunião de pais não se destina apenas aos pais dos novos escuteiros. De facto, constitui um momento único de partilha e troca de ideias.

Contamos com a vossa presença e pensamos, mesmo, que é imprescindível, dado que iremos abordar assuntos do máximo interesse para o futuro do Agrupamento e dos vossos filhos/educandos.

Sem mais enviamos as nossas melhores e mais cordiais saudações escutistas.

Partilha este artigo:

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail

Comunidade: Vigília e Promessas

Boa noite Pioneiros, eis as informações necessárias:

 

30 de Janeiro – Actividade na Sede

  • Concentração na sede às 10h;
  • Almoço;
  • Farda de Campo.

 

30 de Janeiro – Vigília

  • Concentração na sede às 20:30h;
  • Farda nº 1 (agasalhos por baixo da camisa).

 

31 de Janeiro – Promessas e Investidura de Elementos

  • Concentração na sede às 9:30h
  • Farda nº 1
  • Almoço para partilhar a contar com +1
  • Levar familiares e amigos

Partilha este artigo:

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail

Expedição: Vigília e Promessas

Olá a todos, com está a correr essa semana?
Esperamos que estejam entusiasmados pelo que aí vem hehe

Como já sabem este fim-de-semana é sempre muito ocupado, por ser um dos mais importantes para o nosso agrupamento! Portanto as informações serão divididas para melhor compreensão =)

 

29 de Janeiro – Ensaio do coro.

  • Ensaio na sede das 21h30 às 23h.
  • Quem estiver interessado apareça (não é preciso farda), é sempre uma mais-valia (especialmente para os animadores).

 

30 de Janeiro – Actividade na Sede

Concentração pelas 10h com farda de campo;

  • Almoço e Lanche;
  • Levar adereços e material para a peça da vígilia (quem ficou de levar);
  • Precisamos de confirmações para as seguintes actividades:
    – Acagrup de Carnaval – 6 e 7 Fevereiro (prazo limite este sábado).
    – Dia de BP – 21 Fevereiro
    – Acampamento de Páscoa – 18, 19 e 20 Março (fim de semana antes da páscoa)
  • Actividade termina às 17h30!

 

30 de Janeiro – Vigília

  • 20h30 com Farda Oficial;
  • Levar lenço enrolado e já com anilha;
  • Distintivo da promessa preso no bolso com alfinete dama (NÃO COSIDO).

 

31 de Janeiro – Promessas e Investidura de Elementos

  • Concentração às 9h30 com farda oficial (sujeito a alterações de última hora, mantenham-se atentos);
  • Almoço geral partilhado – cada um leva o que quiser, correspondente ao número de pessoas que vão assistir (família, amigos, etc) +1!.

 

Continuação de boa semana a todos!
PS: Cérebro Verde actualizado bem como vencedores das edições passadas.

Partilha este artigo:

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail

Vêm aí as promessas!!!

As promessas estão aí a chegar, e como sempre precisamos de uma peça para a nossa Vigília (ou a chamada Velada de Armas)!
Este ano o imaginário para estas promessas é o filme Kenai e Koda (um filme muito fixe!!)!
Os animais da selva esperam que vocês tragam ideias para a nossa peça, todas as opiniões são importantes!
Boa caça!
Partilha este artigo:
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail

Celebração da Promessa do Caminheiro

Antes do início das promessas, o Chefe de Agrupamento ou outro Chefe, faz uma breve introdução alusiva ou uma eventual explicação sobre o acto que se vai realizar, dirigindo-se aos Escuteiros e à Assembleia, focando as etapas percorridas e a que se segue.
O Guia mais antigo do Grupo procede à chamada de modo nominal e individual. Primeiro chama os Noviços e depois os Aspirantes.
Cada candidato, ao ouvir o seu nome, coloca-se de pé e responde em voz alta “Alerta” colocando-se depois em sentido, diante do altar e faz o sinal Escutista (saudação), ao que o Chefe de Unidade corresponderá.
Aos Noviços, o Chefe do Grupo Pioneiro retira-lhes o lenço de Explorador.

Chefe: «Homens novos para um mundo novo», eis a síntese do nosso projecto: A insatisfação do que somos é o ponto de partida. Peregrinos do infinito, vencemos na esperança o esforço de caminhar. Fazemos nossa a palavra de S. Paulo: «Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação  da vossa mente a fim  de conhecerdes a vontade de Deus».

Noviço / Aspirante: Chefe, faço minha essa proposta. Esse é o meu caminho. A vida em Clã e o esforço colectivo pelo crescimento responsável e fraterno, são meios de realização. Vivo e estou aberto a partilhar com quem queira fazer seu este ideal.

Chefe: Muito bem. Fico feliz com a vossa adesão.

Noviço / Aspirante: Chefe, é meu desejo tornar-me Caminheiro.

Chefe: É com alegria que verifico o vosso desejo. Lembrai-vos porém que Caminheiro é aquele que vive a convicção de não ter aqui morada permanente, que vive o desprendimento do peregrino, que alimenta o seu espírito na alegria da partilha animada pela caridade. Quereis viver este ideal?

Noviço / Aspirante: Sim, com a ajuda de Deus, quero ser Caminheiro.

Chefe: Qual a divisa que quereis viver?

Noviço / Aspirante: Servir.

Chefe (dirigindo-se ao grupo): E vós, Caminheiros, aceitais estes jovens na nossa Fraternidade?

Noviço / Aspirante: Sim, aceitamos.

Chefe: Sede, pois, dos nossos. Perante as bandeiras, o livro da Palavra de Deus e o Círio Pascal que é a Luz do Homem Novo, renovai a vossa Promessa de Escuteiro.

Os novos Escuteiros, perfilados, estendem o braço esquerdo sobre as bandeiras e fazem, com a mão direita, o sinal Escutista (saudação). Avançam as madrinhas ou padrinhos, que se colocam por trás dos respectivos afilhados. Os novos Pioneiros dizem:

Prometo, pela minha honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por:
– Cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria;
– Auxiliar o meu semelhante em todas as circunstâncias;
– Obedecer à Lei do Escuta

Assistente (segurando na mão um dos lenços): Recebe este lenço da cor do fogo e do sangue; que ele te estimule ao entusiasmo no Serviço e à coragem no sacrifício, próprios do Homem Novo.

Pioneiro: Ámen.

Impõe o lenço aos novos Caminheiros.

Madrinha / Padrinho (coloca a mão direita no ombro do afilhado e repete): Em nome de Deus, Santa Maria, São Jorge, São Pedro e São Francisco de Assis eu testemunho a tua promessa de Escuteiro e prometo proteger-te como tal.

Os padrinhos regressam ao seu lugar.

Chefe: Olhai  para  esta  vara  bifurcada.  Ela  é  para  vós  a  imagem  de  dois caminhos. A escolha do bem, mesmo à custa de sacrifício, será para vós libertadora. Tendes à vossa frente um caminho longo e aliciante (Entrega a vara ou bate com ela no ombro do novo Caminheiro).

Chefe: Reconheceis  que  o  Movimento  Escutista  é  uma fraternidade Mundial e que, ao entrardes para ela, vos tornais amigos e irmãos dos Escuteiros de todo o mundo?

Caminheiro: Sim reconheço.

Chefe: Pois bem, pela vossa fidelidade à Promessa, honrai sempre esta Fraternidade, vivendo como Jesus Cristo ensinou: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”.

Chefe (Cumprimenta cada um dos novos Caminheiros dizendo): Desde este momento, fazes parte da grande família dos Caminheiros do CNE.

Assistente: Como vos diz o Senhor Jesus, vós sois a luz do mundo, vós sois o sal da terra; não se pode esconder a luz, nem pode o sal perder o sabor. Por isso Deus vos abençoe (+) para que, assumindo solenemente o compromisso de serdes, em Cristo, Homens Novos para um mundo novo, partais com a certeza  que  Ele  fará  o  caminho  convosco,  como  vosso amigo e companheiro, e o Seu Espírito será vosso guia para vos dar força e coragem na longa jornada da vida.

Oração do Caminheiro:
Senhor Jesus,
Que Vos apresentastes aos homens como um caminho vivo,
Irradiando a claridade que vem do alto,
Dignai-Vos ser
O meu guia e companheiro
Nos caminhos da vida,
Como um dia fostes no caminho de Emaús;
Iluminai-me com o Vosso Espírito,
A fim de saber descobrir
O caminho do Vosso melhor serviço;
E que, alimentado com a Eucaristia,
Verdadeiro Pão de todos os Caminheiros,
Apesar das fadigas e das contradições da jornada,
Eu possa caminhar convosco
Em direcção ao Pai e aos irmãos.
Amén.

No final todos regressam ao seu lugar.

 

Partilha este artigo:

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail

Celebração da Promessa do Explorador

Antes do início das Promessas, o Chefe de Agrupamento ou outro Chefe, faz uma breve introdução alusiva ou uma explicação sobre o acto que se vai realizar, dirigindo-se aos Escuteiros e à Assembleia, focando as etapas percorridas e a que se segue.
O Guia mais antigo do Grupo procede à chamada de modo nominal e individual.
Primeiro chama os Noviços e depois os Aspirantes.
Cada candidato, ao ouvir o seu nome, coloca-se de pé e responde em voz alta “Alerta” e depois coloca-se em sentido, diante do altar e faz o sinal Escutista (saudação), ao que o Chefe de Unidade corresponderá.
Aos Noviços, a Aquelá retira os lenços de Lobito aos que pertenceram à Alcateia.

Chefe: Que desejais?

Noviço / Aspirante: Ser Escuteiro do CNE.

Chefe: Como Escuteiros, estais dispostos a viver com os outros, a respeitar, a amar e a proteger a Natureza?

Noviço / Aspirante: Sim, estou.

Chefe: Sabendo que os exploradores e os heróis do Povo de Deus são o modelo para a vossa Secção, estais dispostos a viver segundo esse ideal, com coragem e dando na vida testemunho da Fé?

Noviço / Aspirante: Sim, estou.

Chefe: Prometeis cumprir sempre os Princípios e a Lei do Escuta?

Noviço / Aspirante: Sim, que Deus há-de ajudar-me.

Chefe: Qual a divisa que quereis viver?

Noviço / Aspirante: Sempre Alerta.

Chefe: Já pensastes bem no valor da promessa que ides fazer?

Noviço / Aspirante: Sim, pensei e quero ser Escuteiro.

Chefe: Confiando na vossa lealdade, podeis fazer a Promessa.

Neste momento, avançam as bandeiras e as madrinhas/ padrinhos. Estes dispõem-se por trás do respectivo afilhado. Os novos Escuteiros, perfilados, estendem a mão esquerda sobre as bandeiras e, fazendo o sinal Escutista (saudação), dizem:

Prometo, pela minha honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por:
– Cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria;
– Auxiliar o meu semelhante em todas as circunstâncias;
– Obedecer à Lei do Escuta

Assistente (segurando na mão um dos lenços): Recebe esta insígnia, de cor verde, símbolo da Natureza e da esperança que todos colocam em ti. Está “Sempre Alerta” e sê fiel ao teu compromisso.

Explorador: Ámen.

Impõe o lenço aos novos Exploradores.

Madrinha / Padrinho (coloca a mão direita no ombro do afilhado e repete): Em nome de Deus, Santa Maria, São Jorge e São Nun’Alvares Pereira eu testemunho a tua promessa de Escuteiro e prometo proteger-te como tal.

Os padrinhos regressam ao seu lugar.

Chefe: Reconheceis que o Movimento Escutista é uma fraternidade Mundial e que, ao entrardes para ela, vos tornais amigos e irmãos dos Escuteiros de todo o mundo?

Explorador: Sim reconheço.

Chefe: Pois bem, pela vossa fidelidade à Promessa, honrai sempre esta Fraternidade, vivendo como Jesus Cristo ensinou: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”.

Chefe (Cumprimenta cada um dos novos Exploradores dizendo): Desde este momento, fazes parte da grande família dos Exploradores do CNE.

Oração do Escuta:
Senhor Jesus,
Ensinai-me a ser generoso,
A servir-Vos como Vós o mereceis,
A dar-me sem medida,
A combater sem cuidar das feridas,
A trabalhar sem procurar descanso,
A gastar-me sem esperar outra recompensa,
Senão saber que faço a vossa vontade Santa.

No final todos regressam ao seu lugar.

 

Partilha este artigo:

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail

Celebração da Promessa do Pioneiro

Antes do início das promessas, o Chefe de Agrupamento ou outro Chefe, faz uma breve introdução alusiva ou uma eventual explicação sobre o acto que se vai realizar, dirigindo-se aos Escuteiros e à Assembleia, focando as etapas percorridas e a que se segue.
O Guia mais antigo do Grupo procede à chamada de modo nominal e individual. Primeiro chama os Noviços e depois os Aspirantes.
Cada candidato, ao ouvir o seu nome, coloca-se de pé e responde em voz alta “Alerta” colocando-se depois em sentido, diante do altar e faz o sinal Escutista (saudação), ao que o Chefe de Unidade corresponderá.
Aos Noviços, o Chefe do Grupo Explorador retira-lhes o lenço de Explorador.

Chefe: Noviços, até aqui aprenderam a viver em grupos organizados. Demonstrastes muitas qualidades e potencialidades próprias de um adolescente. O desafio que vos proponho é enfrentar uma nova etapa de crescimento, na adesão ao Escutismo e ao CNE. Por isso, diante de todos os irmãos Escuteiros (e na presença da comunidade cristã) que testemunham esta vossa decisão, dizei-me se sabeis o que se pede a um Pioneiro do CNE?

Noviço / Aspirante: Sim,  sou  chamado  a  descoberta  de  mim  mesmo,  dos  homens  meus irmãos, do mundo, de Deus que Se deu a conhecer em Jesus Cristo e a celebrá-lo na comunidade cristã.

Chefe: E que passos quereis dar para corresponder a esse desafio?

Noviço / Aspirante: A renúncia ao mais cómodo; O desapego do que mais apetece; A fidelidade à palavra dada; A procura da justiça e da verdade; O aprofundamento da amizade; O crescimento na disponibilidade.

Chefe: Estais dispostos a viver este projecto, procurando inspirar-vos sempre nos Princípios, na Lei e na Promessa do CNE?

Noviço / Aspirante: Sim, contando com o Grupo e com a ajuda de Deus.

Chefe: Qual a divisa que quereis viver?

Noviço / Aspirante: Sempre Alerta.

 

Chefe (dirigindo-se ao grupo): E vós, Pioneiros, quereis ajudar estes irmãos a dar testemunho da sua Promessa solene?

Noviço / Aspirante: Sim, nós queremos acolhê-los como irmãos Pioneiros.

Chefe: Confiando na vossa lealdade e na amizade do Grupo, podeis fazer a Promessa.

Os novos Escuteiros, perfilados, estendem o braço esquerdo sobre as bandeiras e fazem, com a mão direita, o sinal Escutista (saudação). Avançam as madrinhas ou padrinhos, que se colocam por trás dos respectivos afilhados. Os novos Pioneiros dizem:

Prometo, pela minha honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por:
– Cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria;
– Auxiliar o meu semelhante em todas as circunstâncias;
– Obedecer à Lei do Escuta

Assistente (segurando na mão um dos lenços): Recebe este lenço azul que recorda a imensidão do céu e a profundidade dos mares; ele simboliza a grandeza do ideal: “Sempre Mais Longe” no serviço do bem que hoje prometestes viver.

Pioneiro: Ámen.

Impõe o lenço aos novos Pioneiros.

Madrinha / Padrinho (coloca a mão direita no ombro do afilhado e repete): Em nome de Deus, Santa Maria, São Jorge, São Pedro e São Francisco de Assis eu testemunho a tua promessa de Escuteiro e prometo proteger-te como tal.

Os padrinhos regressam ao seu lugar.

Chefe: Reconheceis que o Movimento Escutista é uma fraternidade Mundial e que, ao entrardes para ela, vos tornais amigos e irmãos dos Escuteiros de todo o mundo?

Pioneiro: Sim reconheço.

Chefe: Pois bem, pela vossa fidelidade à Promessa, honrai sempre esta Fraternidade, vivendo como Jesus Cristo ensinou: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”.

Chefe (Cumprimenta cada um dos novos Pioneiros dizendo): Desde este momento, fazes parte da grande família dos Pioneiros do CNE.

Oração do Escuta:
Senhor Jesus,
Ensinai-me a ser generoso,
A servir-Vos como Vós o mereceis,
A dar-me sem medida,
A combater sem cuidar das feridas,
A trabalhar sem procurar descanso,
A gastar-me sem esperar outra recompensa,
Senão saber que faço a vossa vontade Santa.

No final todos regressam ao seu lugar.

 

Partilha este artigo:

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail