Conto para refletir: A estrela-do-mar

Uma vez, um grande escritor passeava à beira da praia e, ao longe, avistou um rapaz que se abaixava, apanhava algo no chão e atirava de volta ao mar. Continuou a caminhar em direção do jovem, observando que ele repetia o gesto incessantemente.
Quando estava bem próximo, viu que ele apanhava as estrelas-do-mar que estavam ali à beira-mar e as atirava de volta para a água para que não morressem.
Ao perceber do que se tratava, dirigiu-se ao garoto e perguntou: “O que estás a fazer?”
O rapaz respondeu: “A salvar estrelas-do-mar!”
O escritor viu que haviam milhares delas ali na areia e, achando inútil o que o jovem fazia, disse com ar sábio: “Estás a perder o teu tempo! Não percebes que são muitas estrelas e que o teu esforço não vai fazer diferença?”
O rapaz olhou humildemente para o homem, baixou-se, apanhou mais uma estrela, atirou-a ao mar e respondeu: “Para esta estrela que atirei agora vai fazer diferença, ela vai continuar viva!”

 

Agrupamento 342 de Vialonga

342 Logo Sede Virtual

Partilha este artigo:

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail