Celebração da Promessa do Caminheiro

Antes do início das promessas, o Chefe de Agrupamento ou outro Chefe, faz uma breve introdução alusiva ou uma eventual explicação sobre o acto que se vai realizar, dirigindo-se aos Escuteiros e à Assembleia, focando as etapas percorridas e a que se segue.
O Guia mais antigo do Grupo procede à chamada de modo nominal e individual. Primeiro chama os Noviços e depois os Aspirantes.
Cada candidato, ao ouvir o seu nome, coloca-se de pé e responde em voz alta “Alerta” colocando-se depois em sentido, diante do altar e faz o sinal Escutista (saudação), ao que o Chefe de Unidade corresponderá.
Aos Noviços, o Chefe do Grupo Pioneiro retira-lhes o lenço de Explorador.

Chefe: «Homens novos para um mundo novo», eis a síntese do nosso projecto: A insatisfação do que somos é o ponto de partida. Peregrinos do infinito, vencemos na esperança o esforço de caminhar. Fazemos nossa a palavra de S. Paulo: «Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação  da vossa mente a fim  de conhecerdes a vontade de Deus».

Noviço / Aspirante: Chefe, faço minha essa proposta. Esse é o meu caminho. A vida em Clã e o esforço colectivo pelo crescimento responsável e fraterno, são meios de realização. Vivo e estou aberto a partilhar com quem queira fazer seu este ideal.

Chefe: Muito bem. Fico feliz com a vossa adesão.

Noviço / Aspirante: Chefe, é meu desejo tornar-me Caminheiro.

Chefe: É com alegria que verifico o vosso desejo. Lembrai-vos porém que Caminheiro é aquele que vive a convicção de não ter aqui morada permanente, que vive o desprendimento do peregrino, que alimenta o seu espírito na alegria da partilha animada pela caridade. Quereis viver este ideal?

Noviço / Aspirante: Sim, com a ajuda de Deus, quero ser Caminheiro.

Chefe: Qual a divisa que quereis viver?

Noviço / Aspirante: Servir.

Chefe (dirigindo-se ao grupo): E vós, Caminheiros, aceitais estes jovens na nossa Fraternidade?

Noviço / Aspirante: Sim, aceitamos.

Chefe: Sede, pois, dos nossos. Perante as bandeiras, o livro da Palavra de Deus e o Círio Pascal que é a Luz do Homem Novo, renovai a vossa Promessa de Escuteiro.

Os novos Escuteiros, perfilados, estendem o braço esquerdo sobre as bandeiras e fazem, com a mão direita, o sinal Escutista (saudação). Avançam as madrinhas ou padrinhos, que se colocam por trás dos respectivos afilhados. Os novos Pioneiros dizem:

Prometo, pela minha honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por:
– Cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria;
– Auxiliar o meu semelhante em todas as circunstâncias;
– Obedecer à Lei do Escuta

Assistente (segurando na mão um dos lenços): Recebe este lenço da cor do fogo e do sangue; que ele te estimule ao entusiasmo no Serviço e à coragem no sacrifício, próprios do Homem Novo.

Pioneiro: Ámen.

Impõe o lenço aos novos Caminheiros.

Madrinha / Padrinho (coloca a mão direita no ombro do afilhado e repete): Em nome de Deus, Santa Maria, São Jorge, São Pedro e São Francisco de Assis eu testemunho a tua promessa de Escuteiro e prometo proteger-te como tal.

Os padrinhos regressam ao seu lugar.

Chefe: Olhai  para  esta  vara  bifurcada.  Ela  é  para  vós  a  imagem  de  dois caminhos. A escolha do bem, mesmo à custa de sacrifício, será para vós libertadora. Tendes à vossa frente um caminho longo e aliciante (Entrega a vara ou bate com ela no ombro do novo Caminheiro).

Chefe: Reconheceis  que  o  Movimento  Escutista  é  uma fraternidade Mundial e que, ao entrardes para ela, vos tornais amigos e irmãos dos Escuteiros de todo o mundo?

Caminheiro: Sim reconheço.

Chefe: Pois bem, pela vossa fidelidade à Promessa, honrai sempre esta Fraternidade, vivendo como Jesus Cristo ensinou: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”.

Chefe (Cumprimenta cada um dos novos Caminheiros dizendo): Desde este momento, fazes parte da grande família dos Caminheiros do CNE.

Assistente: Como vos diz o Senhor Jesus, vós sois a luz do mundo, vós sois o sal da terra; não se pode esconder a luz, nem pode o sal perder o sabor. Por isso Deus vos abençoe (+) para que, assumindo solenemente o compromisso de serdes, em Cristo, Homens Novos para um mundo novo, partais com a certeza  que  Ele  fará  o  caminho  convosco,  como  vosso amigo e companheiro, e o Seu Espírito será vosso guia para vos dar força e coragem na longa jornada da vida.

Oração do Caminheiro:
Senhor Jesus,
Que Vos apresentastes aos homens como um caminho vivo,
Irradiando a claridade que vem do alto,
Dignai-Vos ser
O meu guia e companheiro
Nos caminhos da vida,
Como um dia fostes no caminho de Emaús;
Iluminai-me com o Vosso Espírito,
A fim de saber descobrir
O caminho do Vosso melhor serviço;
E que, alimentado com a Eucaristia,
Verdadeiro Pão de todos os Caminheiros,
Apesar das fadigas e das contradições da jornada,
Eu possa caminhar convosco
Em direcção ao Pai e aos irmãos.
Amén.

No final todos regressam ao seu lugar.

 

Partilha este artigo:

Print Friendly, PDF & Email
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail